In my drawings and pieces involving maps I follow the tradition of topographical mapmaking in which equations of scale and the location of energy sources are demarcated on a vertical axis in relation to the earth. I work with circular motifs, created by cutting into layers of paper. A reorientation of perspective and reading is created that aligns the viewer’s sight line by encouraging them to look through the holes that are configured in the layering of the paper sheets. These circular areas seemingly travel deeper in the direction of a diffuse nucleus. The spatial and chromatic variations of these works have many interpretive possibilities: the image of the fertility of the earth, a metaphysical approximation associated with archaeological and anthropological questions, the real possibility of accessibility to chemical components, and considerations deriving from the quality of the aura of the materials found.

map2

 

 

 

Em meus desenhos e obras que envolvem MAPAS segue a tradição da cartografia topográfica, em que equações de escala e a localização de fontes de energia são demarcadas num eixo vertical em relação à Terra. Trabalho com motivos circulares, que são criados a partir do corte de camadas de papel. Cria-se uma reorientação de perspectiva e de leitura que se alinha ao campo de visão do espectador ao motivá-lo a olhar através dos buracos criados pela superposição das camadas de folhas de papel. Essas áreas circulares aparentemente vão mais fundo na direção de um núcleo difuso. As variações espaciais e cromáticas desses trabalhos apresentam muitas possibilidades interpretativas: a imagem da fertilidade da terra, uma aproximação metafísica associada a questões arqueológicas e antropológicas, a real possibilidade de acesso a compostos químicos, e considerações advindas da qualidade da aura dos materiais encontrados.

BACK